quarta-feira, junho 07, 2006

Ponto de ordem

1-O Batalha Final continuará a ser um blog assumidamente nacionalista e, dentro dessa área, manter-se-á fiel aos princípios e tradições que o têm guiado desde a sua criação.

2-Acredito que o combate nacionalista é um combate político e acredito que o poder político é reflexo da influência que as ideias têm na sociedade. Assim sendo, qualquer vitória no campo político é necessariamente antecedida pela ascendência e disseminação de um conjunto de ideias numa sociedade. A eficácia da difusão e consolidação de um ideário numa comunidade exige um trabalho em planos diferentes. É importante reconhecer o papel da doutrina para o escol mas igualmente a importância complementar da “política real”, pragmática, para o cidadão comum, fundada sobre as suas preocupações quotidianas.

3- Por triunfo político não entendo necessariamente, ou exclusivamente, um triunfo partidário nas urnas. Uma vez que os partidos políticos, e outras organizações que intervêm na sua órbita, são também receptores dos anseios e pensamentos que emergem da sociedade eles podem ser movidos para posições determinadas e distintas em ordem a responderem a pressões ou tendências sociais. Daí também a importância de influenciar ideológica e culturalmente o corpo social. Embora este combate cultural deva, idealmente, ter um partido que funcione como expoente institucional da absorção e difusão de ideias essa não é uma condição sine qua non, pelo menos no curto-prazo.

4- Acredito que um partido não pode ser invisível para a sociedade mas rejeito em absoluto a ideia absurda de que «toda a publicidade é boa publicidade», muito menos no que concerne à arena política. Nesse sentido entendo que um partido tem obrigatoriamente que gerir a sua imagem, surgindo perante o público, sem dúvida, mas definindo sempre os timings, os assuntos e os contextos dessa aparição pública. Por consequência deve saber escolher a melhor forma de passar a sua mensagem, atendendo à linguagem e à imagem. Um partido que não compreenda a sociedade em que se insere estará eternamente condenado a celebrar ilusórios e efémeros triunfos quando os momentos são de retumbantes e reais derrotas.

5- Não sou nem nunca fui filiado em qualquer partido político. Foi porém, neste espaço, assumido o meu apoio público ao PNR, enquanto eleitor, e às suas iniciativas. Não seria portanto correcto afirmar que fui apartidário.

6- Nos últimos dias manifestei, noutro local, divergências fundamentais face à estratégia política do PNR. Em virtude do exposto nos pontos anteriores, e porque penso que tendo do combate nacionalista uma perspectiva muito diferente da adoptada pelo PNR não seria justo manter qualquer tipo de ligação ao referido partido, o Batalha Final sofre uma reorientação passando a ser um blog completamente apartidário.

7- Em consequência do que fica dito no ponto anterior nenhuma posição expressa por mim neste blog pode, de forma alguma, responsabilizar o PNR. Obviamente o inverso é igualmente verdade.

45 Comentários:

Anonymous Anónimo disse...

Bem reflectido e bem escrito!
Refundar o PNR, o caminho, sem porcos, feios e maus!!

5:18 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Rodrigo, tenho que começar por dizer que reconhecendo a sua cultura e inteligência não me identifico com as suas ideias europeístas e republicanas.
Esclarecido esse ponto quero dizer-lhe que li as tais divergências e dar-lhe os parabéns por ter sido o único com os tomates no sítio para dizer o que tinha de ser dito, mesmo expondo-se às provocações dos nazis e dos radicais que deviam estar sob medicação.Se outros não o apoiaram é porque reina um clima de medo no movimento mas hoje, depois da reportagem, aquilo que você disse com antecedência soa a profecia.

Parabéns pelo discernimento que mostrou.

5:41 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

É verdade que tinhas razão no que disseste mas insurgires-te contra manifestações de "racismo primário" quando tu próprio o defendes???Tem paciência. A diferença é que enquanto os outros não têm cabeça para mais tu que tens outra escola usas vocabulário codificado para defenderes o mesmo, em vez da raça usas expressões como "comunidade primordial", "sociedade homogénea", "nação orgânica" e sei lá mais o quê.

6:26 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

E então tirando o mestiço de merda anónimo (cisko kid) do ps ou do be (pois a diferença já é pouca) em quem vão todos os outros "inteligentes" votar!?

1:38 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Ao senhor do terceiro comentário: é justo e legítimo defender a sua identidade étnica, lingu´sitica e cultural, e criticar a imigração e o multiculturalismo, sem necessidade de humilhar terceiros, nem cair em excessos que retiram a credibilidade a quem os pratica. Supor o contrário, é avançar com uma agenda totalitária muito pouco subtil!

2:31 da manhã  
Blogger miazuria disse...

Mas e algum pecado defender a comunidade primordial, a sociedade homogenea, e a nacao organica?

E um direito que assiste a todos os povos!
Nao sao os israelitas que defendem o conceito de estado judaico, porque raio os outros povos nao podem tambem defender a sua identidade?
Mas que mania (mortifera) esta da seducao pela misturada!!!!

Cumprimentos, Rodrigo e bem-hajas pela tua escrita "codificada"...

Miguel Angelo Jardim (republicano e Europeista convicto)

9:21 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Interrogo-me aqui (porque a propósito) o que é que o Camisanegra quis dizer lá no tasco dele!?
É que embora se lhe possa dar alguma razão no que escreveu e nem me refiro ao argumento de ele não pertencer a seitas, grupos e afins, pois este seria um bom argumento para estar calado, talvez agora aqui com o preto no branco do Rodrigo as interrogações do Camisanegra fiquem esclarecidas.
O PNR é um albergue espanhol e como eu já escrevi A Primeira Trincheira de que tanto falo não funciona porque ao invés de ser uma primeira linha de defesa e ataque é um palco de conflitos intestinos que só diminuem a "nossa" força. Assim se divide e ninguém reina. Ninguém quer fazer concessões... É urgente portanto uma opção válida, livre de estigmas do passado e com objectivos futuros mais claros e praticáveis. Aceitar sem complexos os erros é a melhor forma para encontrar soluções.
Penso que todos podemos ajudar e em cada grupo ou movimento existentes, e nos que possam aparecer, há sempre alguém com características para fazer a ponte. O problema é que os fazedores de pontes não duram muito em certos grupos, pois são logo apelidados de qualquer coisa menos radical, e a moda é ser radical!
Para radicalismos hollyodescos, não me peçam para contribuir.
Mas ao contrário de muitos que pelos vistos nem pertencem a nada e ao que parece com muito orgulho, pois ou são bons demais ou tem medo de se por à chuva...enfim, ao contrário destes dizia eu, tenho procurado manter contactos, participar em certas celebrações...,e a mais estaremos disponíveis sempre que encontrarmos gente com mentes sadias.
Mas eu sou um animal de matilha é assim que me completo e me sinto bem e ao contrário de outros é quando estou sozinho que me torno...perigoso!
Rodrigo, como diz o ditado – O azeite bem sempre ao de cima!
Abraço

P.S. – Eu entendi o camisanegra e sei que ele também me percebeu.

Legionário

12:29 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

"O azeite bem sempre ao de cima!"
Um gajo do Norte, carago!


Legionário

2:09 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

a tia linamaria devia era estar calada.
Força e coragem rodrigo.

3:21 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Responde lá ó "Rodrigo" agora vais votar em quem? Ou ficas em casa a brincar com a pilinha e a pensar em pretinhas?que culpa é que tem o PNR se a RTP manipulou a reportagem?

3:22 da tarde  
Blogger Rodrigo Nunes disse...

O primeiro ponto deste texto é muito claro. Não há qualquer alteração dos princípios que tenho defendido até aqui e creio que é evidente que não apoio modelos de sociedades multiculturais.Portanto não vou ficar a pensar em pretinhas.

A questão do voto é um assunto distinto da ligação aberta que o blog mantinha ao PNR e que acabava por implicar uma legitimação da linha seguida pelo partido.

6:23 da tarde  
Anonymous Pedro Marques disse...

Por acaso todo este texto seria admissível se o seu autor alguma vez tivesse tido alguma relação visivel com o PNR, mas pelo que julgo saber, sempre foi intenção do mesmo escudar-se numa pretensa ocupação de um cargo muito importante como justificação para uma não exposição junto do PNR.

Já agora também acho bastante interessante o facto de quem costuma comentar nestes blogues geralmente não se identificar com nome próprio, o que me leva a concluir que ao acusarem todos aqueles que dão a cara em nome de um projecto partidário chamado PNR não passam de uns hipócritas que gostam muito de criticar anónimamente tudo o que se tenta ir fazendo com os meios escassos que se existem, ao invés de colocarem essas divergência em sede própria dos orgãos Partidários.

Será que serão filiados no Partido?
Se sim, sabem onde se constituir como alternativa ao rumo que o Partido tem.

Se não, deixem-se de " cagar larachas " porque no PNR só participa quem ao PNR pertence.

6:54 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

E quem me garante a mim que tu és mesmo, o pedro marques?

Ass.pedro marques.

apareçam,sabado 10 de junho, largo do camões

8:48 da tarde  
Anonymous Eduardo S. disse...

Realmente fazes bem Rodrigo em definir posições, já que o PNR é neste momento apenas mais uma, a acrescentar a outras, má experiência nacionalista e que falhou rotundamente. Estas últimas colagens do PNR a esse grupo denominado FN e com tudo o que de mau está inerente ao mesmo, foram a machadada final nessa experiência falhada que foi o PNR.

Novos métodos se impoêm agora, novas estratégias e novas abordagens da coisa pública.

Quanto á questão de quem se vai votar agora, se formos nacionalistas puristas, diriamos que o jogo eleitoral não serve os interesses da nação, ainda assim, compreendendo e aceitando o momento actual, digamos que não passará certamente pelo voto no PNR a mudança do sistema, já que o PNR apenas o reforça enquanto peão ao seu serviço, ou por outras palavras, o PNR serve os desígnios de um sistema apostado em demonstrar a perniciosidade do nacionalismo, aliás algo que o PNR tem sido bem útil.

Já agora, entre uma Nova demmocaracia, um CDS e um PNR, três partidos que em certos momentos se assumiram contra a imigração descontrolada, em quem irão votar os nossos eleitores? Num pseudo-partido desprovido de militantes qualificados e sem expressão alguma na sociedade?

11:03 da tarde  
Blogger PlanetaTerra disse...

///

miazuria said: "...porque raio os outros povos nao podem tambem defender a sua identidade? "


RESPOSTA:
---> A Europa está sob o domínio de um MONTE DE BANDALHOS ( vulgo Parasita Branco -> a Maioria do europeus )... que andam a Curtir... o MAIOR FESTIM PARASITA da História da Humanidade:
--->> Exemplo 1: O Parasita Branco ( a Maioria dos europeus... ) pretende andar no Planeta a Curtir a abundância de mão-de-obra Servil...... APESAR DE... o Parasita Branco nem sequer constituir uma Sociedade aonde se procede à Renovação Demográfica!
--->> Exemplo 2: O Parasita Branco ( a Maioria dos europeus... ) pretende andar no Planeta a Curtir a existência de alguém que pague as Pensões de Reforma...... APESAR DE... o Parasita Branco nem sequer constituir uma Sociedade aonde se procede à Renovação Demográfica!

NOTA:
--- Uma ARTIMANHA BRANQUEADORA de PARASITAGEM: - o Monte de Bandalhos ( vulgo Parasita Branco ) são INTOLERANTES para com os Legítimos Direitos [ ou seja, a existência de Espaços Reserva Natural ] dos Povos Nativos... pois... a Ocupação da Europa por outros Povos deve ser considerada um ‘Processo Absolutamente Natural’... e não... o resultado da actuação de um BANDO DE PARASITAS ( vulgo Parasita Branco -> a Maioria do europeus )... que pretendem andar no Planeta a CURTIR À CUSTA DOS OUTROS...

DIVISÃO--50--50
///

11:33 da tarde  
Anonymous Pedro Marques disse...

"E quem me garante a mim que tu és mesmo, o pedro marques?

Ass.pedro marques.

apareçam,sabado 10 de junho, largo do camões"

O que te garante é precisamente o contrário daquilo que acabas de demonstrar que pode ser o comportamento daqueles que critiquei por se ficarem como anónimos.

Quando insinuas que se pode brincar à vontade nos comentários destes vossos blogues com a identidade das pessoas admites que isto, para a esmagadora maioria dos que aqui escrevem, não passa de uma brincadeira de circulo de amigos.

Se é esta a postura que advogam como grandes ideólogos e pensadores do Nacionalismo e das suas estratégias e tácticas Partidárias, para mim ficam apresentados e leva-me o decoro a manter como mínima a acusação de hiprocisia.

Quanto ao 10 de Junho, olha, eu pelo menos vou.

Já agora permite-me a heresia de ter tratado por tu, mas é isso que costumo fazer no meu dia-a-dia e não altero a minha postura ao sabor dos ventos.

12:24 da manhã  
Blogger Feio Porco e Mau disse...

«Nos últimos dias manifestei, noutro local, divergências fundamentais face à estratégia política do PNR.»

O PNR não mudou nos últimos dias, nem sequer nos últimos meses, a sua estratégia política.

Por isso, arranjem-se mil e uma desculpas floreadas com palavras bonitas, mas tudo isto se resume a COLHÕES, ou à falta deles.

As declarações do Pinto Coelho, podem parecer destemidas e insensatas, mas só quem não o conhece (e não acredite que ele esteve mesmo horas a falar e que a sua frase foi completamente retirada do contexto) é que lhe pode chamar um "radical" ou que não procure fazer as tais pontes. Só não faz parte dessas pontes quem não quer, ou quem tem medo, não inventem desculpas.

«Refundar o PNR, o caminho, sem porcos, feios e maus!!»

Nem pensem que aparecem hoje a criticar a «estratégia política» mas que se vão servir dos seus frutos mais tarde. Querem refundar alguma coisa refundem-se a vocês próprios, mas comecem por deixar de se refundir, que é mais importante e bastante diferente de refundar.

Se querem brincar aos políticos fiquem-se por aquilo que toda a gente gosta, que é discutir filosofia ou medidas avulso, porque a Guerra contra o sistema, que tantos gostam de referir, não é feita com "parlapié" ou paneleirotes que nem dos comentários anónimos saem.

Quanto a tudo o resto, não sei se repararam que a "arma do Mário Machado", que tanta celeuma vai provocar nos "combatentes do sistema", não tem assinatura política e muito menos do PNR. De resto o próprio assumiu-a, e assumiu as consequências do seu acto, o que faremos todos nós também, coisa que faz confusão aos paneleirotes não porque detestem armas, muito pelo contrário, mas porque são uma real merda de uns maricas envergonhados que não se assumem nem na porcaria de uma caixa de comentários quanto mais na "guerra" ou na vida real.

Quem é que, por muita prosa que se escreva, pensa algum dia ser poder com gente desta?!

É por causa de merdas desse género que o movimento andou anos e anos na penumbra, e agora ainda vêm falar em refundação, e se fossem para o real caralho que vos foda?
Vão refundar a cona da vossa mãe, e abram mas é mais blogs, fdx.

E tou-me a cagar para os terceiros que hão-de vir para aqui anonimamente com as teorias de merda das "provocações dos nazis radicais" porque quem me conhece sabe bem o que penso tanto sobre esse assunto como sobre essa merda de inúteis antifas de extrema-direita que agora andam para aí armados em importantes.

Cumprimentos para meia-dúzia deles, mesmo estando "longe" e tendo uma atitude completamente diferente, seja ela melhor ou pior consoante o entendimento de cada um. O resto... são migalhas para o papão.

3:43 da manhã  
Blogger Rodrigo Nunes disse...

Escrevam o que entenderem mas posts anónimos contendo insinuações sobre a vida particular de X ou Y não serão admitidos.

3:56 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Pelo que vi e ouvi até agora, não considero haver a menor razão para deixar de votar no PNR!

E PORTANTO VOU CONTINUAR A VOTAR SEMPRE NO PNR!!!

Quanto às questões internas e estratégias do partido isso não é assunto público!

Aliás a net deve ser um meio de informação das actividades públicas do partido e de discussão política.

Quem quiser lavar a roupa suja que o faça em privado ou no local certo!

Já há muito tempo que os mérdia, o governo e outros porcos desde a extrema esquerda à direita do nojo, andam a tentar "fazer a folha", e agora com o caso MM quase conseguiram!
Só que não vão ficar por aqui pois o seu ódio não permite!
Se lhes continuarem a dar hipoteses eles destroem de vez as possibilidades do PNR vir a ter alguma votação que se veja!

Não interessa que o PNR seja um partido de radicais que desatam à porrada por tudo e por nada, interessa é que inspire confiança e tenha poder e apenas isso! Caso contrário nunca chegará a lado nenhum!

Antes de fazerem merda pensem um pouco na merda de sociedade em que vivem! Senão fo**m tudo!
A exposição de um movimento quando este é associado sistematicamente ao mal e pior ainda, à criminalidade (que é esse sem duvida a estratégia dos porcos!)não vai a lado nenhum! Os portugueses ainda andam de barriga cheia, e enquanto isso acontecer portam-se como vacas e não como homens, portanto viram as costas aos problemas. Só quando os problemas chegarem a sério, então já é diferente!

E mais, os idiotas acreditam em tudo o que a lavagem cerebral dos mérdia diz e os idiotas continuam a ser a larga maioria! Portanto!...

O patriotismo destes canastrões todos resume-se ao Fintebol!
Todos os falhados têm de ter qualquer coisa que os faça sentir bem, portanto tonam-se patrioteiros do fintebol. Caso contrário já não têm orgulho em serem portugueses, querem é apenas que lhes encham o cu!

5:26 da tarde  
Anonymous gebrauchsanweisung disse...

"Vão refundar a cona da vossa mãe"

O "nível" deste Vasco(zinho) está bem patente.

"Os portugueses ainda andam de barriga cheia"

Pois. E parece-me que queres é que fiquem com ela vazia só para que tu e outros cabrões possam andar a brincar aos chefinhos e a deitar as "garras" de fora.

"portam-se como vacas"

vai chamar "vaca" a quem te fez o cú.

"querem é apenas que lhes encham o cu"

Fala por ti, palhaço.

6:01 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Vão refundar a cona da vossa mãe"

O "nível" deste Vasco(zinho) está bem patente.

Ai, ai afinal a divergência não é estratégica.

Essa merda na minha terra chama-se mesmo é inveja, pá.

Porra, tens tempo para postar um sem número de comentários em vários blogues a falar do vogal, mais do machado, mais do isaac , mais do não sei quê, fodasse eu se fosse a ti ia mas era trabalhar sob pena de um dia destes ires parar ao Júlio de Matos, tal a fixação que começas a demonstrar, ou não me digas que és 1 paneleirote qualquer que fostes mal correspondido e agora, como comportamento típico de paneleiro mal fodido, o teu passatempo é atacar as pessoas?

6:24 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

"A nossa responsabilidade para com a Vila é criar o superior, não reproduzir o inferior"

Quitéria Barbuda dirigindo-se aos novos cadetes no Dia 28 de Maio, Dia do Paço Arquiano.

www.riapa.pt.to

6:42 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

" como comportamento típico de paneleiro mal fodido, o teu passatempo é atacar as pessoas?"

Estás a ver-te ao espelho ó palerma.

9:54 da tarde  
Blogger miazuria disse...

Vamos la ver, ninguem poe em causa a boa intencao, a militancia dos membros e da actual direccao do PNR, mas nao e boa estrategia enveredar pela hostilizacao verbal de outros sectores, sobretudo os que sao erradamente denominados "politicos" e "intelectuais".
Nao esquecamos que estes tambem votam, afinal o PNR nao e tambem um partido eleitoralista?
E nao escrevo isto com nenhum sentido oculto.
Ninguem tem o privilegio de amar Portugal e os Portugueses!

O respeito pelos que pensam diferente das nossas conviccoes tambem faz parte de um combate com um horizonte mais largo!

Os meus cumprimentos

Miguel Angelo Jardim

9:02 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

É catastrófico que a facção mais activista e a mais intelectual não se entendam quanto ao rumo do movimento nacionalista. Catastrófico para o PNR porque são vertentes do activismo que se complementam e que existem em todos os movimentos sãos. Todos são culpados e se fosse a vocês, divisionistas (enfie a carapuça quem quiser), tinha vergonha quando continuasse a afirmar que defendia Portugal e os Portugueses e ao mesmo tempo destruía a única esperança que estes têm para a sobrevivência da sua identidade.

Gonçalo

3:41 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

A polícia Judiciária estava a investigar o financiamento dos movimentos nacionalistas em Portugal com recurso ao tráfico de droga e de armas.
A investigação incidia principalmente na organização de Mário Machado, líder da Frente Nacional, cuja detenção pela PSP, esta semana, surpreendeu os investigadores da PJ, que se preparavam para colocar um agente encoberto a vigiar aquele dirigente. A acção isolada da PSP mereceu, aliás, críticas do director da PJ, Alípio Ribeiro.
A suspeita deste género de financiamento foi confirmada pelas autoridades no início do ano, quando à chegada do aeroporto de Lisboa, foi detido um dos colaboradores mais próximos de Mário Machado, com 1,2Kg de cocaína.

Segundo fonte policiais que vigiam estas organizações a frequente apreensão de armas de fogo ilegais a indivíduos ligados à extrema-direita faz levantar a questão da real dimensão de elementos armados ligados a estes movimentos em Portugal, bem como a relação destes com organizações criminosas implicadas no tráfico de seres humanos, estupefacientes, armas, bem como na execução de actos criminosos por encomenda, tais como extorsão e assassinatos colectivos”.

À porta do Tribunal, Mário Machado, líder da Frente Nacional e presidente da facção mais violenta dos movimentos internacionais de NeoNazis, quis passar a imagem do perseguido político. Militante do Partido Nacional Renovador, pelo qual foi candidato nas últimas autárquicas, viu o líder do partido declarar-lhe publicamente o seu apoio e “amizade” na defesa de ideais comuns, logo após a sua detenção esta semana pela PSP.
Mas para as autoridades policiais a vertente “política” de Machado é a que menos importa.

Actualmente está a ser julgado no Tribunal da Boa-Hora, acusado de extorsão na forma tentada, dois crimes de sequestro e posse ilegal de arma de fogo. Em 2004 fôra detido numa operação da GNR em Loures na posse de uma arma ilegal.

Não lhe é conhecida a actividade profissional, passando a maior parte do seu tempo em actividades ligadas à sua organização. Mário Machado apresenta-se por vezes, como segurança pessoal. No entanto, não consta nos registos do Ministério da Administração Interna nenhuma licença para que possa exercer esta actividade.

Curiosamente, o combate ao tráfico e consumo de drogas é uma das bandeiras da organização NeoNazi presidida por Mário Machado, a “Portugal Hammerskins”. A recente investigação da PJ sobre o possível financiamento deste movimento, bem como da própria Frente Nacional, com recurso ao tráfico de estupefacientes, pode levar Mário Machado a dar algumas explicações às congéneres internacionais.

1:09 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Uma VERGONHA.

1:09 da tarde  
Blogger Feio Porco e Mau disse...

uma vergonha é repetir essas alarvidades...

10:14 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Custa ouvir as verdades, não é?
Contra factos não há argumentos.

11:35 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

E repito:VERGONHA!

4:42 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Foda-se! anda tudo doido por aqui

12:48 da tarde  
Anonymous Sebastião Mello disse...

Nada está provado!!
E provavelmente nada será provado!

De qualquer forma o PNR é um partido, e como qualquer partido não anda a ver o cadastro de quem nele vota ou quem o apoia!

Já estou farto de dúvidas!
Ou se é ou não nacionalista!
Quem anda a lançar as dúvidas só tem um objectivo: destruir o movimento nacionalista!

O PNR continua a merecer a nossa confiança!
Já estou farto de patrioteiros enfeminados!

Quanto ao comuna anónimo que vem para ai com a conversa da VERGONHA, que se identifique pois isso é que é uma vergonha: acusar os outros sem se assumir!

Aos outros que se dizem nacionalistas ás 2ªs, 4ªs e 6ªs, mas só se o MM não aparecer nas mentiras da (des)informação oficial dedico-lhes este link:

http://novafrente.blogspot.com/2006/
06/os-direitinhas.html

11:45 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Esclareçamos uns pontos:

1 - O Partido Nacional Renovador e o seu presidente José Pinto-Coelho têm conhecimento da conduta pessoal do Mário Machado que o próprio não faz questão em esconder quando, por exemplo, no seu blogue afirma fugir aos impostos. Quanto ao suposto envolvimento com um presidiário condenado por tráfico de droga, o Mário Machado, até à data, manteve silêncio sobre o assunto.

2 - Um nacionalista é, acima de tudo, um exemplo de civismo e idoneidade na sociedade em que se insere. Como tal, quem se dedique a actividades criminosas seja por que motivo for não é nacionalista! racista talvez, nacionalista nunca!

3 - Por conseguinte, um partido que tem dois pesos e duas medidas para a criminalidade, consoante o criminoso se trate de um «nacionalista» ou de um imigrante, não tem moral para servir de interlocutor legítimo do processo dialógico que se desenvolve no espaço público. Muito menos para criticar quem não transige com criminosos, sejam eles quem forem.

1:08 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

O PNR é irrefundável. Está na lama e assim continuará. Mesmo que uma nova direcção tentasse limpar o veneno que existe actualmente no partido, o ónus da imagem adquirida nos últimos tempos pela associação ao MM e à FN é demasiado pesado para que tal esforço valha sequer a pena.

2:40 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

PNR+FN=VERGONHA para o bom nome do nacionalismo.

2:43 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Mas a FN serve para chamar a atenção e legitimar a CI publicamente , mas, quando o barco abana e entra água são os primeiros a abandonar o mesmo e a saltar fora porquê????


Que mal tem haver gente mais activa e outros mais letrados??
POrque é que não podem viver em conjunto??? Porque os media manipularam e tentaram queimar a imagem do Nacionalismo em Portugal catalogando-o como movimento,básico burro e nacional-socialista , e manipulando as reportagens/noticias, têm que sair a manipula e denegrir a FN e o PNR!!!!!!

Isto era a intensão dos media ....e a dos identitários converge para o mesmo ponto????

Ás vezes não compreendo porque em vez de lutarem e compreenderem as manipulações e rasteiras do Estado e tentam lutar uns contra os outros nas piores alturas , e que se pode ter mais proveito com cabeça, do mesmo!!!!


...sinceramente é dificil de compreender por muito boa vontade que se tenha.......

10:51 da tarde  
Blogger Feio Porco e Mau disse...

O pessoal dos blogs devia acabar com os comentários anónimos, isto é só antifas, de extrema-esquerda e extrema-direita.

7:31 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

É engraçado verificar como o Feio, Porco e Mau guincha contra o malvado sistema que não lhe dá a tão almejada liberdade de expressão, e venha exigir neste e noutros blogues que apaguem as mensagens que não lhe convém. Onde é que está a sua coerência, hein?
Para quem ainda não compreendeu ou finge não compreender: Eu e outros anónimos nada temos contra esta ou aquela corrente ideológica. Não aceitamos é que gente criminosa esteja infiltrada no PNR. Ponto final.

11:01 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

E como «intelectualmente desonesto» que é (não lhe chamo outra coisa para não dar motivos para me apagarem este comentário) 'esqueceu-se' de transcrever alguns comentários no seu textozinho lá do seu pedaço virtual. Ora aqui estão alguns deles, para aqueles que decidem por si e que não gostam de levar com areia nos olhos:

¨¨¨
> «Porque é que os que emitem opiniões tão interessadas não se filiam no PNR para poderem contribuir para a sua evolução? Seria mais útil.»

Porque quem quer que seja que se desvie minimamente da ortodoxia dos 'capos' da FN, é prontamente «convidado» a desfiliar-se do partido ou, no mínimo, metido num canto onde não incomoda ninguém. Penso não ser necessário enunciar casos, pois não?

Gostava também de saber a opinião do BOS sobre uma notícia que saiu na edição de 6 de Maio do CM, e que dava conta de um suposto envolvimento entre o Mário Chalado e um presidiário condenado por tráfico de droga, situação que o próprio não desmentiu. Facto ou notícia tendenciosa? Espero resposta sua.
# posted by Anonymous : 9:55 PM

¨¨¨
> Comentários:
Nunca pensei este blogue tivesse uma atitude de "sacudir a água do capote".

É claríssimo que os "media" e o "sistema" têm, no mínimo, muita má vontade para com os nacionalistas.
Até aqui de acordo.

Mas não é correcto ter uma posição de culpar os "media" e o "sistema" de tudo.

Em outros países, os nacionalistas também se depararam com dificuldades mas, graças a uma atitude e estratégia correctas, conseguiram ganhar adeptos e um assinalável peso social e eleitoral, "forçando a entrada".

Não conseguiram tudo isto com a actual postura que alguns nacionalistas evidenciam em Portugal.
Portugal já é, por natureza, um terreno difícil, se somarmos a isto estas "diatribes" de alguns, está tudo dito.

Como se costuma dizer, "quem não quer ser lobo, não lhe veste a pele" e/ou, "à mulher de César não lhe basta ser séria..."

Ainda por cima, a mensagem é propositadamente totalitária (com saudosismoms saloios de sistemas políticos que ninguém quer no século XXI e cujo tempo histórico está, irremediavelmente, passado) e completamente despropositada para a realidade nacional.
Um desastre de "marketing" e um fracasso de "vendas", como se vê, aliás.

Pensar bem as coisas antes de alinhar com idiotas e patetas seria bom.
# posted by vorsicht : 7:14 PM

¨¨¨
> Em primeiro lugar, o anónimo que critica os restantes por não revelarem a sua identidade devia olhar para o seu próprio exemplo. É de uma grande incoerência negar aos outros aquilo que nos permitimos a nós mesmos.
Se é verdade que, tecnicamente, o PNR não é a FN e a FN não é o PNR, não é menos verdade que os militantes da FN são todos militantes do PNR, Mário Chalado incluído.
Não se trata de lançar «confusões» ou «desempenhar papéis», mas de criticar o rumo que alguns patetas estão a tomar e que está a destruir um legado que custou muito a muita gente construir.
É importante que o povo, o mesmo que pretendemos convencer da validade das nossas ideias e sem o qual jamais chegaremos a ser poder, não confunda esse bando de malfeitores sem doutrina ou pensamento com verdadeiros representantes do nacionalismo. O que não irá acontecer enquanto o PNR não se demarcar dessa gentinha e das suas acções. Faço minhas as palavras do Vorsicht: "Quem não quer ser lobo, não lhe veste a pele".
# posted by Alexandre : 7:32 PM

11:18 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

2:00 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Here are some links that I believe will be interested

2:09 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Greets to the webmaster of this wonderful site! Keep up the good work. Thanks.
»

10:18 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

I'm impressed with your site, very nice graphics!
»

5:35 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Very nice site! free slot machines on the internet urmila matondkar and income tax

7:11 da manhã  
Anonymous Anónimo disse...

Very nice site! »

9:38 da manhã  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial