terça-feira, novembro 29, 2005

Programa do 1º de Dezembro



Na invicta cidade do Porto o PNR está a organizar um Acto de Afirmação Patriótica para o dia 1 de Dezembro, que consistirá num desfile desde a C. M. do Porto até à estátua de Vímara Peres, junto à Sé.

O objectivo deste acto é afirmar o desejo de manter viva a chama de Portugal, mas também protestar veementemente contra a actual classe política no Poder, toda ela responsável pelo estado de decadência a que chegou a Nação.

Todos os Nacionalistas, assim como todos os cidadãos preocupados com a situação do nosso país, são convidados a comparecer!

Programa:
12h - Almoço de confraternização (10 euros)
15h - Concentração em frente à C. M. do Porto.

Em Lisboa o program é o seguinte:

16h00 - Concentração nos Restauradores, junto com as comemorações oficiais.
16h45 - Desfile até à Praça da Figueira, onde, junto da estátua de D. João I, o Presidente do PNR fará uma breve alocução.
17h30 - Canta-se o Hino Nacional e encerra-se o acto.
18h30 - Concentração na casa das Beiras para Colóquio e Jantar comemorativos do 1º de Dezembro!

O colóquio referido, com o título "Portugal (in)dependente",contará com a participação do Prof. Humberto de Oliveira (secretário-geral do PNR – Partido Nacional Renovador) e do Dr. Miguel Jardim (ex-responsável pela secção portuguesa da Amnistia Internacional e actual dirigente da Associação Causa Identitária).

A organização do jantar-colóquio é da responsabilidade da Juventude Nacionalista e conta com o apoio da Causa Identitária e do PNR. O programa é o que segue:

18h30 - Início do evento

19h00 - 20h00 - Colóquio

20h15- Inicio do jantar

O jantar terá aproximadamente o custo de €12,5 (Preço acrescido devido a tapas e bebidas servidas durante o colóquio) e a ementa é:

Sopa
Feijoada
Salada de frutas / Leite creme
Bebidas à descrição

Chama-se à atenção que apenas quem for ao jantar poderá assistir ao colóquio e que a presença no jantar exige marcação prévia, que deverá ser efectuada contactando a Juventude Nacionalista.

Não há desculpa para ficar em casa, existem muitas iniciativas agendadas e, consequentemente, opções para todos. Dia 1 de Dezembro honremos os nossos egrégios avós!

Entretanto é já amanhã apresentado o livro póstumo do grande poeta da pátria que foi Rodrigo Emílio.A apresentação ficará a cargo de António Manuel Couto Viana, também poeta maior da língua portuguesa e não menos patriota.O evento decorrerá pelas 19 horas no Círculo Eça de Queirós, situado no Largo Rafael Bordalo Pinheiro, nº4, em Lisboa, seguido de jantar que contará com a presença de José Campos e Sousa, amigo de Rodrigo Emílio e que recentemente compôs o CD "Rodrigamente cantando".

26 Comentários:

Blogger alex disse...

Caramba!
Passam a vida em jantaradas e de copo e croquete em riste.
Deveis ser pouco gordos, deveis...
:))

1:10 da tarde  
Blogger Rodrigo Nunes disse...

hahaha, já me ri com gosto.Esteve bem o Nelson.

1:35 da tarde  
Anonymous Luís Mártires disse...

As iniciativas são de louvar, só lamento que para se assistir ao colóquio seja obrigatório jantar pois certamente que isso irá em parte afectar a afluência para o colóquio, pois deverá haver pessoas que talvez não possam ir ao jantar mas possam ir ao colóquio, que é muito mais importante do que o jantar sem dúvida nenhuma!
Talvez a organização devesse praticar duas modalidades para quem queira ou possa ir apenas ao colóquio e quem queira ir às duas coisas, para não falar também na possibilidade que os participantes terão em adquirir material literário se assim o desejarem. Fica o reparo.
Saudações Nacionalistas

3:21 da tarde  
Blogger Rodrigo Nunes disse...

Fica anotada a observação. Creio que foram imperativos ditados pelo local do evento. Teremos de ter isso em atenção no futuro.

4:39 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Sem dúvida tudo boas iniciativas. Queria apenas alertas os mais incautos que a Editora responsável por esse primeiro livro póstumo de Rodrigo Emílio pertence ao famoso José Luís Henriques, também conhecido por Zé Gato. Para quem não sabe ou está esquecido, esse indivíduo é um antigo dirigente do PNR, e enquanto lá esteve só destruiu, boicotou, criou inimizades! Depois, quando saiu voluntariamente da Direcção (ao não se ter apresentado com uma nova lista), roubou imensos pertences do partido: o próprio site da internet, contactos, fichas de adesão, documentos oficiais, dinheiro e ficou com o apartado e os telefones, etc...

Da minha parte, boicotarei tudo o que sujeito fizer, pois é um trafulha de primeira água, um ladrão e um autêntico traidor à Causa e aos seus ex-camaradas!

Onde quer que esse sujeito se meteu, sempre deu problemas: No MAN, numa série de publicações nacionalistas, na Nova Arrancada e no PNR. Agora que saiu (felizmente!) do PNR, criou uma nova editora, que não é mais uma forma de continuar a viver às custas do movimento - coisa que tem feito ao longo da vida toda!

Zé Gato, de mim e de muitos não levas mais um tostão!!!

8:42 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

World AIDS Day – 1 de Dezembro - http://www.worldaidsday.org/about_contracting.asp

‘Currently, the two groups most affected by HIV in the UK are gay men and heterosexual people who have lived in Africa’

Os grupos mais afectados no Reino Unido (60 milhoes de pessoas):

Nao sao os ‘toxicodependentes’,

nao sao os pacientes de hospital sujeitos a sangue contaminado com HIV.

Conclusao 1. O SEXO é o modo de transmissao mais perigoso.

Tendo em conta a ‘quantidade de sexo’ que tem lugar por todo Reino Unido, a toda a hora, DOIS GRUPOS – extraordinariamente – MINORITARIOS sao os MAIS AFECTADOS.

Homossexuais
e
heterossexuais que tiveram sexo em África (se nao fosse por causa do sexo ter-se-ia dito apenas ‘pessoas’ que viveram em África)

Se a homossexualidade (que nao é praticada em África!) nao é mais promíscua que a heterossexualidade, como é possível que se destaque tanto num universo avassalador de heterossexuais (com muito mais ‘quantidade de sexo’ praticada) no Reino Unido?

Nota 1: o vírus da SIDA nao é de geracao espontanea.
Nota 2: o preservativo apenas bloqueia a transmissao do virus em cadeia, nao o destrói
Nota 3: uma ‘cadeia’ existe, por regra, num contexto de promiscuidade
Nota 3: a cadeia de sexo entre heterossexuais (porque milionariamente mais em número) deveria criar muito mais afectados se a ‘cadeia de sexo’ entre homossexuais fosse, no mínimo, igual em grau de promiscuidade

Conclusao 2. ‘Free’ sex, ‘free’ love, ‘free’ choice – trouxe ao mundo mais SIDA, mais sofrimento, mais morte.


Svetlana

2:44 da tarde  
Blogger acja disse...

Ò Rebatet , o encontro é de nacionalistas Portugueses e vão servir feijoada?Não tinha lá umas alheiras ou coisa mais lusa...

11:02 da manhã  
Blogger alex disse...

"Não tinha lá umas alheiras..."

ALHEIRAS!?!???!

looool

Se já se viu os nacionalistas a comerem esse 'enchido sionista'

:)

3:38 da tarde  
Blogger miazuria disse...

AH!AH!Ah!

Este Nelson é mesmo original!
Pode-se não concordar politicamente com ele,mas que é um bom humorista,lá isso é!
Aliás, na boa tradição "judaico-sionista"...Nelson com esta não esperavas.

Saudações

5:24 da tarde  
Blogger miazuria disse...

Ah! Já me olvidava, jantares por jantares então os "liberais" devem ser uns balões....
Eh!Eh!

Saudações

5:26 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

- Oh Buiça, o burguês aqui é você, ou não acha que depois de andarmos ali à chuva e ao frio não mereciamos uma refeição quente.

- ACJA, não é so Brasil que se come feijoada.

NC

6:21 da tarde  
Blogger Caturo disse...

O Buíça não é tão judeu como isso, ó Miazuria.

Segundo Israel Shahak, a «tradição» do humor judaico, é muito recente e deriva unicamente do contacto dos Judeus com a cultura ocidental, na qual existe um pensamento crítico e individualista... pelo contrário, na tradição realmente judaica, o humor é desencorajado, a menos que seja contra as religiões estrangeiras...;)

(Com esta é que o Nelson fica escafedido;:))

6:28 da tarde  
Blogger Rodrigo Nunes disse...

«Oh Buiça, o burguês aqui é você, ou não acha que depois de andarmos ali à chuva e ao frio não mereciamos uma refeição quente.»

Bem fez o Caturo que só apareceu para o jantar >))(hehe)

6:35 da tarde  
Blogger Rodrigo Nunes disse...

Essa da cultura ocidental crítica e individualista, enfim, na tradição continental não me parece, creio que o Shahak está a tomar o mundo anglo-saxónico pelo todo ocidental.

6:38 da tarde  
Blogger Caturo disse...

Bem fez o Caturo que só apareceu para o jantar

Foi para variar das vezes em que vou só com dois ou três fazer colagens pela noite fora, sem jantaradas nem festins, enquanto o grosso da hoste nacionalista portuguesa está no choco...;)

1:58 da manhã  
Blogger Caturo disse...

Essa da cultura ocidental crítica e individualista, enfim, na tradição continental não me parece, creio que o Shahak está a tomar o mundo anglo-saxónico pelo todo ocidental.


Sim, ele refere-se explicitamente à cultura anglo-saxónica. Mas o que interessa referir é que não se trata de algo judaico.

1:59 da manhã  
Blogger Rodrigo Nunes disse...

«Foi para variar das vezes em que vou só com dois ou três fazer colagens pela noite fora, sem jantaradas nem festins, enquanto o grosso da hoste nacionalista portuguesa está no choco...;)»

Eu sei, estava apenas a brincar, não leves a mal :)

« Sim, ele refere-se explicitamente à cultura anglo-saxónica. Mas o que interessa referir é que não se trata de algo judaico.»

Pois,de facto se notarmos os grandes comediantes judeus vêm todos ou dos States ou da "bifolândia".

2:19 da manhã  
Blogger miazuria disse...

Têm razão camaradas Rebatet e Caturo!
Mas reconheçamos ao Buiça essa capacidade humorística...É justo.

Saudações

12:17 da tarde  
Blogger alex disse...

"bifolândia"

O Rebatet não grama mesmo os Saxões.
:P

" na tradição realmente judaica, o humor é desencorajado, a menos que seja contra as religiões estrangeiras...;)

É verdade...mas a judiaria tem-se tornado mais divertida com o passar dos séculos.
O Messias nunca mais vem....logo....tem que se passar o tempo com alguma coisa.

"os "liberais" devem ser uns balões...."


ahahahah
Esteve boa, ó Miazuria.
Mas olhe que, proporcionalmente, os nacionalistas vão à frente...e destacados.
Mas o Liberais também são pouco numerosos.
Se os nacionalistas um dia forem tão numerosos como os socialistas/social-democratas vai ser a riqueza do ramo da restauração.
Não vão ter mãos a medir. :)

Já agora...sabem como é que a polícia dispersa uma manif em Israel????


Promove um peditório.

12:23 da manhã  
Blogger acja disse...

Não é só no Brasil , ms é u prato brasileiro e pareceu-me inusitado um prato estrangeiro e de uma cultura hoje invasora estar á mesa no colóquio nacionalista.Percebeu , Anônimo , ou quer q desenhe?

6:10 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Oh acja você é mais burro do que parece... eu não queria fazer o desenho, mas cá vai: já ouviu falar de feijoada à TRANSMONTANA? É feita com feijão VERMELHO, PORCO (ORELHA, PÉ...), COUVES, CHOURIÇO, ARROZ.

Percebeu?

NC

12:21 da manhã  
Blogger miazuria disse...

Ah!Ah!Ah! Boa,Nelson!

É verdade, a feijoada à TRANSMONTANA é bem Portuguesa.

Saudações

11:43 da manhã  
Anonymous Glauk disse...

E mesmo a Feijoada à brasileira!! não tera sido inventada pelos portugueses que la chegaram ao Brasil? Ou foram os escravos os primeiros a fazer esse prato?
Se foram os Portugueses considero que é um prato de fruto portugues e nao um prato brasileiro.

5:25 da tarde  
Blogger acja disse...

HAHAHA.É bastante burro , o NC, lá diz feijoada, não feijoada trasmontan pou a moda da puta q o pariu.E a feijoada q mais se conheçe é a brasileira.E a Glauk, já ouvi dizer q foram os pretos , já q na época os Portugueses não consideravam as partes da carne de porco empregadas na feijoada não eram consideradas nobres e eram dadas aos escravos.

7:38 da tarde  
Blogger acja disse...

Somente alguém idiota e estúpido pode levar uma brincadeira como essa da feijoada para lados ofensivos.Vê se se tranquiliza ò rapaz!

7:40 da tarde  
Anonymous Anónimo disse...

Olha o acja oferece-se para fazer desenhos e quando lhe fazem o desenho a ele fica todo fodido. Sensível hein?

NC

11:37 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial